top of page
  • IEVY

ANO NOVO, TEMPO DE REFLEXÕES

Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. ’ (Lamentações de Jeremias 3.21)


O ano de 2021 cedeu espaço para o ano de 2022. Na realidade essa contagem do tempo é humana, obedecendo ao calendário gregoriano. Contamos os segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, décadas, milênios.

Ao escrever o salmo 90.12, Moisés nos ensinou: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio”.

A chegada do novo ano sempre nos permite fazer reflexões, promessas a nós mesmo, planejamentos, estabelecimento de metas e objetivos.

A palavra chave nesse momento é ESPERANÇA. Ela projeta o desejo de que tudo dê certo, que nada de ruim nos aconteça. Esperança é muito mais que mera palavra. É um sentimento.

Quanto eu preparava a mensagem desta pastoral, estava acontecendo a cirurgia da Helena Motta Egydio, filha do Ruy e Creunice, esposa do Fabio Egydio, nora do Hamilton e da Maria. Ela teve AVC isquêmico hemorrágico na sexta-feira, 30. Estava colocando as malas no carro para a viagem familiar quando teve esta terrível ocorrência. Temos ESPERANÇA de que tudo corra bem, que a saúde dela seja restabelecida, que tudo volte ao normal, sem seqüelas.

Conversando com algumas pessoas, notamos que este é um momento de reflexões e projeções das possibilidades sobre o que este ano será para cada um de nós. Há muitas preocupações, expectativas e medo.

Nestes dias, jornais e programas de TV trouxeram várias previsões para 2022. Usaram horóscopos, mapas astrais, videntes, tarôs, jogo de búzios, quiromancia e tantas outras opções que se propõem a responder sobre um futuro incerto.

Na ultima semana de 2021, jornais e mídia em geral divulgaram previsões da Sra. Baba Vanga, húngara, falecida em 1996, que deixou escritas suas previsões até o ano 5079. Suas previsões para 2022 são terríveis. Ela falou em ataque alienígena.

Diante desse novo ano, já com algumas previsões negativas, devemos ter ESPERANÇA e a certeza de que Deus está no controle, Lembremo-nos das palavras de Davi no Salmo 37.5: “Entrega teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais Ele o fará”.

O ano de 2022 certamente trará lutas e dificuldades como todos os anos vividos por nós. Mas, diante destas lutas e dificuldades, temos um Deus bondoso cujas misericórdias se renovam a cada manhã. Este ano de 2022 nos proporcionará também vitórias em Cristo.

Podemos ter a certeza de que Deus continua o mesmo. Em Ex 34.6, lemos: “Compassivo, clemente, longânimo e grande em misericórdia e fidelidade”. Jeremias é conhecido como o profeta chorão, porque viveu momentos difíceis em sua vida. Exerceu seu ministério num período totalmente caótico para a nação de Israel, que vivia a pior crise de sua história política, social e religiosa. A corrupção moral de Israel era enorme e estava presente em todas as esferas, inclusive na religiosa. A influência negativa do sacerdócio era devastadora para a nação acelerando, cada vez mais, o processo de decadência. Mesmo diante dessa situação, o profeta Jeremias tinha ESPERANÇA da mudança desse quadro por completo.

O lamento de Jeremias se baseava em fatos. A cidade de Jerusalém fora completamente destruída com a invasão dos assírios. O templo foi saqueado vergonhosamente e o local que, para eles, era sagrado foi invadido. Os palácios e as fortalezas foram destruídos. Todo o povo foi levado cativo. Os jovens morreram na guerra. A fome era tão grande que os meninos e, mesmo crianças de peito, desfaleceram nas ruas, assim como moços e velhos jazeram por terra.

É neste contexto que o profeta faz esta declaração: “Quero trazer à memória, o que me pode dar esperança. As misericórdias do Senhor não têm fim, renovam-se a cada manhã. Grande é a sua fidelidade” (Lm 3.21-24).

Leitor, o que pode lhe trazer à memória que lhe dá esperança diante de possível diagnostico de doença grave? Seria uma situação familiar que está consumindo você de preocupação? Ou seria a situação financeira insolúvel para você e sua família? Ou crise no seu casamento? Ou filhos que estão distante de você e de Deus? Ou seu possível desemprego? Você está passando por algum tipo de dor, de sofrimento físico, emocional, espiritual? Ou ate mesmo diante da perda de um ente amado? Diante de diversas situações como essa, a proposta de Jeremias foi trazer à memória o que lhe dava ESPERANÇA.

O que foi que Jeremias trouxe à memória que lhe deu esperança? Vou enumerar alguns motivos que foram a base da esperança de Jeremias:

1) Deus é misericordioso e sua misericórdia não tem fim. Lm 3.22,23a.“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã

2) A fidelidade de Deus não tem limite – Lm 3.23b. “grande é a sua fidelidade

3) Deus é o nosso tudo, a nossa porção, a nossa herança. Lm 3.24.“a minha porção (herança) é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele”.

4) Deus é bom. Lm 3.25.“Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca”.

5) A salvação vem do Senhor. Lm 3.26.“Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor”.


Queridos leitores, não sei qual tem sido o seu momento, suas lutas, suas dificuldades. Sei que podemos ter ESPERANÇA em Deus. Traga à sua memória tudo aquilo que o Senhor já fez em sua vida. Creia, Ele tem o controle de todas as coisas.

Diante disso, quero te desejar um feliz ano todo de 2022, com a graça do Eterno.

No amor do Mestre.


Pr. Elbem Sardinha.


NOTA: Mensagem pregada no culto da manhã de 2.1.22, na IEVY.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page