• IEVY

DECISÕES QUE CONTAM | Pr. Paulo Maximiniano

"Teu pai colocou sobre nós um jugo pesado, mas agora diminui o trabalho árduo e este jugo pesado, e nós te serviremos". (2 Crônicas 10.4)


O propósito desta Pastoral é desafiar você a administrar bem o que Deus colocou em suas mãos.

Quando não adotamos princípios bíblicos, começamos a agir e tomar decisões segundo o padrão que o mundo nos ensina.

Por não adotar os critérios corretos, muitas vezes perdemos dinheiro! Dinheiro que, às vezes, estamos guardando há muito tempo para alcançarmos objetivos ou até sonhos.

Para tomar boas decisões, precisamos buscar conselho com pessoas idôneas: “Disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea.” (Gn 2.18). Muitas vezes, tomamos decisões levados pelas nossas emoções: “Se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, que a dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida”. (Tg 1.5). Outras vezes, tomamos decisões financeiras erradas, por não usar os critérios bíblicos: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Mt 6.24).

Um pouco da história do rei Roboão (2 Cr 10.1 a 5):

Em sua primeira ação, Roboão precisou tomar uma decisão financeira! Os impostos eram altos e o povo reclamava. Roboão recebeu o reino depois de 40 anos de reinado de seu avô Davi e de 40 anos de reinado de seu pai Salomão. Salomão tinha alto nível de administração. Roboão tinha baixa capacidade de administração e, por isso, perdeu dez das doze tribos de Israel, em 72 horas! Reduziu o reino a seu nível de administração pessoal.

A atitude de Roboão nos ensina que a capacidade de administração determina como serão nossos negócios, ministério e família. Não é nossa capacidade de trabalho, mas a de administração. Temos que ter produção e administração.

A solução está na palavra de Deus: “Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e guardar.” (Gn 2.15). Cultivar não é o mesmo que guardar: cultivar é produção. Guardar é administração.

Você precisa aprender a produzir e a administrar o que Deus põe em suas mãos!

Problemas que enfrentamos na administração dos recursos:

Problemas financeiros não são exatamente problemas financeiros! São consequências de outros problemas. Problemas financeiros são secundários e não primários. Problemas financeiros são consequências de princípios e critérios bíblicos que deixamos de aplicar. Por exemplo: problemas com obediência; com falta de paciência; de domínio próprio; de integridade e honestidade; de ser preguiçoso; com nossos relacionamentos ou casamento; de organização dos negócios. Todos desencadeiam problemas financeiros.

O Dr. Larry Burket, fundador do Ministério Crown de Finanças, dizia: “A maneira que lidamos com o dinheiro é uma expressão externa de uma condição espiritual interna!”.

Muitas vezes, somos o reflexo do que vivemos em nossa casa com nossos familiares. Muitos acabam dizendo que não conseguem ter controle financeiro devido a sua formação.

A Palavra diz em 2 Co 5.17: “Se alguém está em Cristo, nova criatura é, as coisas antigas já passaram e eis que tudo se fez novo!”.

Se o Espírito Santo está em sua vida, você tem de refletir as características do Espírito Santo; você tem de demonstrar o fruto do Espírito Santo.

Em Gl 5.22: “Mas o fruto do Espírito é amor, gozo, paz, longanimidade (paciência), benignidade, bondade, mansidão, temperança (domínio próprio)”. Se eu não consigo ter paciência, estou mostrando quão imaturo eu sou com relação à palavra de Deus. Se não consigo poupar e fico fazendo dívidas, estou simplesmente demonstrando a minha imaturidade em relação ao exercício do fruto do Espírito, o domínio próprio.

Estas são as características de quem age com sabedoria em sua administração e consegue ter êxito: paciência e domínio próprio.

Roboão tinha perdido a maior fortuna de seu reinado, em 72 horas: a separação de dez das doze tribos. Foi demonstração de quem ele era e como se comportava. Não foi uma questão de casualidade.

Quando se trata de administração financeira, é mais importante o SER do que o FAZER. Se você muda o seu interior, com certeza você conseguirá mudar seu exterior!

“QUEM EU SOU DETERMINA COMO EU PENSO; COMO EU PENSO DETERMINA COMO EU TOMO DECISÕES; E AS DECISÕES QUE TOMO ME LEVAM PARA O CAMINHO DO ÊXITO OU PARA O CAMINHO DO FRACASSO”.

No texto de II Crônicas, observamos que o rei Roboão tinha três limitações:

1ª – Limitação de caráter;

2ª – Limitação de conduta;

3ª – Limitação em seus critérios.

Vejamos apenas a limitação do caráter, em 4 aspectos:

) Roboão precisava ter caráter humilde. Salomão foi humilde e pediu sabedoria ao Senhor: “Porque foste humilde e pediste sabedoria e não fama e fortuna, Eu te darei sabedoria e pela sua humildade também te darei fama e fortuna.” (2 Rs 3.9).

Jesus nos deu o maior exemplo de humildade: “Sejam meus imitadores..., porque eu sou Manso e Humilde de coração.” (Mt 11.28 a 30). “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes!” (1Pe 5.5). O que você precisa não é de mais dinheiro e, sim, de humildade e sabedoria.

) Roboão precisava ter caráter paciente. Roboão poderia ter o povo a seu favor, mas a vontade de ganhar mais, a falta de paciência para esperar o tempo certo, a paciência em ouvir melhor antes de tomar uma decisão, fez com que ele perdesse a maior riqueza da história.

Vivemos em uma época em que a paciência parece estar se esgotando com facilidade. Todos têm falta de paciência no viver diário. Não conseguem esperar para comprar, não conseguem esperar o tempo certo de Deus para as coisas acontecerem. Como cidadãos do Reino de Deus nunca deveríamos pagar juros.

Você quer continuar com sua situação difícil financeiramente? Continue pedindo emprestado e pagando juros.

Aprenda a ter paciência e gaste somente o necessário em sua vida.

3º) Roboão precisava ter caráter misericordioso. Roboão não foi misericordioso com as pessoas de seu reino.

Seu avô Davi foi misericordioso – Davi podia ter matado Saul em duas oportunidades.

Você precisa ter caráter misericordioso com aqueles que fizeram mal a você. Não devolva o mal com o mal, mas sim com o bem. Você precisa ter misericórdia daqueles que dela necessitam.

Quando alguém quiser fazer mal a você, ore. Aquilo que o inimigo quer fazer de ruim para a sua vida, Deus pode transformar em bênção. Se você é misericordioso, Deus sempre vai estar a seu favor.

4º) Roboão precisava ter caráter Teocêntrico: “Fez ele o que era mal, porquanto não dispôs o coração para buscar ao Senhor” (2 Cr 12.14). Aqui vemos o que realmente estava ocorrendo com Roboão. O problema de Roboão não era a questão de ter cometido erro; ele não tinha o coração disposto a servir ao Senhor! Muitas vezes conhecemos de Deus, vamos à igreja, mas não conhecemos a Deus.

Concluindo, leitores, a questão não é o quanto se ganha, mas sim como você usa ou administra o que Deus tem colocado em suas mãos. Você confia que Deus é seu Provedor? Você já fez sua entrega total a Deus?

Tenha um caráter teocêntrico. Que o Senhor seja o centro de todas as decisões em sua vida.

Que Deus assim nos abençoe.


Pr. Paulo Maximiniano

(Diretor do Ministério Crown de Finanças – UDF)


Nota: Mensagem pregada no culto da manhã em 2.2.20, na IEVY.

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

A DOUTRINA DA RESSURREIÇÃO

“Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou no terceiro dia.” (vs. 3,4 - 1 Co 15:1-4; 12-19; 3

IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA

R. Benedito Américo de Oliveira, 36

Vila Yara, Osasco - SP - CEP 06028-080

CNPJ: 47.357.454/0001-88

REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LOGOWHATS

NOSSOS CULTOS:​

Quinta-feira - 20h
Domingo - 10h30 / 19h

CONTATO

contato@ievy.org.br


Tel: (11) 3682-1484

DEIXE SUA MENSAGEM

2020 | IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA