• IEVY

O MILAGRE DE CANÁ DA GALILÉIA | Ev. Thiago Passos

Quando o mestre-sala provou a água transformada em vinho, não sabendo donde viera, embora o soubessem os serviçais que tiraram a água, chamou o noivo e lhe disse: “Todo homem serve primeiro o bom vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; tu, entretanto, guardaste o bom vinho até agora.” (João 2.9 e 10).

Jesus, seus discípulos e sua mãe foram convidados para uma festa de casamento em Caná da Galiléia. Nesse cenário, Jesus realizou o primeiro sinal da manifestação da sua glória e de seu poder.

Conhecemos esse relato como o milagre da transformação da água em vinho, narrado apenas pelo evangelista João. Ele, porem, não chama essa manifestação de milagre; chama de sinal. Porque João chama de sinal e não de milagre?

Sinal é qualquer manifestação que permite conhecer, reconhecer ou prever alguma coisa. Sinal aponta para algo. Quando João diz que isso é um sinal, ele está dizendo: É muito mais do que vocês estão vendo! Eu não estou dizendo que não é um milagre; é genuína manifestação milagrosa. Mas não é apenas manifestação, é um sinal que nos permite conhecer Quem é Jesus e para que Ele veio.

Diferente dos demais Evangelhos, o de João tem por objetivo revelar o Cristo como o Filho de Deus. Então o milagre do casamento foi uma forma de se apresentar Jesus e sinalizar o que Ele veio fazer: transformar!

Quando pensamos nesse casamento de Caná da Galiléia, lembramos-nos da transformação de água em vinho. A manifestação milagrosa revela a glória e a natureza divina de Jesus. A transformação revela o que Ele veio fazer na terra. Dentro do contexto de uma festa de casamento, onde o vinho tinha se acabado, transformar água em vinho foi uma forma de salvar a festa. Esse primeiro sinal realizado em Caná, revela que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo, e veio para transformar vidas e salvar o pecador da condenação eterna.

Para melhor compreensão do que está sendo revelado, precisamos levar em consideração o local onde a transformação aconteceu. Estamos falando da transformação da água em vinho que aconteceu dentro das talhas.

Talhas: jarros ou vasos de pedra ou de barro, que comportavam de 80 a 120 litros de água. Eram usados para a purificação dos judeus, ou seja, lavar as mãos antes das refeições. Era tipo lavabo de nossos dias. Um costume meramente religioso conforme o próprio Jesus menciona; “Porque os fariseus, e todos os judeus, conservando a tradição dos antigos, não comem sem lavar as mãos muitas vezes;” (Mc 7.3).

O milagre de Caná da Galiléia se refere à pedra, água