Uma Igreja de mãos dadas
e corações unidos!
#JuntosContraOCoronavirus

CONECTE-SE CONOSCO

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • —Pngtree—whatsapp_black_icon_whatsapp_lo

VOCÊ PODE ESTAR FAZENDO A COISA ERRADA

PENSANDO ESTAR FAZENDO A COISA CERTA

Ev. Thiago Passos

Mensagem do dia 29/11/20

“Certa ocasião, um perito na lei levantou-se para pôr Jesus à prova e lhe perguntou: “Mestre, o que preciso fazer para herdar a vida eterna”?” (Lucas 10.25).

O texto fala que um homem que teve a intensão de por Jesus à prova. É provável que Jesus estivesse compartilhando importantes ensinamentos para um grupo de pessoas sentadas ao seu redor. Jesus não desperdiçava a oportunidade para falar do Reino de Deus ou dos céus. Pela pergunta que o homem fez, é muito provável que Jesus estava falando sobre o Reino dos céus. Na época, era comum as pessoas participarem do sermão com apartes. Isso poderia ocorrer com comentários, objeções e perguntas. Essas interrupções não acontecem em nossos dias durante a pregação. Pode acontecer em palestra ou aulas na EBD, quando há espaço para participação. O homem perito na Lei ficou em pé para perguntar. A bíblia revela a sua intenção, a de colocar Jesus à prova. Não se tratava de qualquer homem; era um perito na lei.

Esse é um texto muito usado para falar de caridade, por conta da ação do bom samaritano. Será que o texto está falando mesmo sobre caridade? Analisando os elementos do texto, constatamos que se trata de redenção.

É provável que Jesus estivesse falando sobre o Reino dos céus e de salvação. A pergunta do perito na Lei nos permite essa interpretação. Ele não queria uma resposta, ele queria por Jesus à prova. Então ele perguntou: "Mestre, o que preciso fazer para herdar a vida eterna?". Ou seja, “o que eu preciso fazer para ser salvo?”. De forma sábia, Jesus respondeu fazendo perguntas: "O que está escrito na Lei?”; "Como você a lê?". Ele respondeu: "Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento’ e ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’". Disse Jesus: "Você respondeu corretamente. Faça isso, e viverá". Jesus inverte o jogo e coloca o perito à prova “Faça isso, e viverá". Se for isso que você tem que fazer, então faça! Na condição de perito na Lei, ele sabia que era impossível cumprir toda a Lei. Sabe aquele momento que alguém se levanta para afrontar e você ouve a pessoa, e diz: “Você está certa”, usando as próprias palavras dela. Já dizia a vovó: “Quando um não quer, dois não brigam!”. Normalmente a pessoa fica desconsertada e tenta se justificar. Mas ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: "E quem é o meu próximo?". É como se ele estivesse dizendo: Eu conheço a teoria, mas a pratica, como funciona? Em resposta, Jesus conta a parábola do bom samaritano. Com a parábola, Jesus está respondendo que o próximo é todo aquele que precisa de mim e de você, ainda que seja inimigo.

A história fala de um homem que descia de Jerusalém para Jericó. O homem foi surpreendido por assaltantes. Estes foram tão violentos que o homem ficou semimorto na estrada. Um sacerdote caminhando pela estrada, viu homem no chão e não o ajudou. Um levita passou por ali, viu e também não o ajudou. Por fim, passou um samaritano montado em seu animal; viu o homem caído, parou e o socorreu. Jesus introduziu a figura do samaritano, porque os que O ouviam eram judeus; samaritanos e judeus eram inimigos. Simplificando a resposta de Jesus: Perito na lei: “O que preciso fazer para me salvar?”. Jesus: Ajude na salvação de seu próximo!

O homem não pode salvar a si mesmo, e nem a seu próximo. O salvar aqui é ajudar, socorrer, amar.  A parábola do bom samaritano trata de ajudar o próximo, mesmo que seja meu inimigo, ou desconhecido. 

Se alguém perguntar a você sobre de que se trata a parábola do bom samaritano, sua resposta deve ser de ajudar o próximo, mesmo que seja meu inimigo. Mas, por se tratar de um texto riquíssimo, nos ensina outras coisas, como o envolvimento de vários personagens.

Quero compartilhar com vocês um desses outros ensinamentos com base na pergunta do perito na Lei e na atitude do sacerdote: “É possível fazer a coisa errada fazendo a coisa certa”.

A pergunta do perito na Lei me chama atenção em diversos aspectos. Vamos analisar o aspecto que torna a pergunta dele ridícula. “O que eu preciso fazer para herdar?”. Quem ainda tem os pais vivos? O que você precisa fazer para ser herdeiro dos seus pais? Nada. Ou você é herdeiro ou você não é. Não é sobre o que você faz, e sim sobre quem você é. Então eu não faço nada para herdar; pelo contrário, por que sou herdeiro faço o que faço.

Um dos personagens que Jesus apresenta na parábola é o sacerdote. O que o sacerdote fez ao passar pelo homem? Ele não fez nada. E por que é que ele não fez nada? Porque ele foi fiel à Lei mosaica. Como sacerdote, ele não poderia chegar perto de alguém morto, nem mesmo se o morto fosse seu pai ou sua mãe. De acordo com Lei, se ele simplesmente chegasse perto, ficaria impuro: “Quem tocar num cadáver humano ficará impuro durante sete dias.” (Nm 19.11). Durante muito tempo interpretei esse sacerdote como um homem mal. O texto diz que o homem estava quase morto e o sacerdote passou longe. De onde ele viu, aparentava que homem estava morto. Então, não é que ele não quis ajudar, ele não podia ajudar com base na Lei. Ele fez a coisa errada fazendo a coisa certa. Ajudar era a coisa certa a ser feita; como ele não ajudou, podemos dizer que ele fez a coisa errada. Mas, como sacerdote, ele fez a coisa certa, cumprindo a lei “É possível fazer a coisa errada fazendo a coisa certa”.

Na Lei, era preciso fazer; na Graça, é preciso ser. Na Lei faço para ser; na Graça, faço por que sou. Se a minha mentalidade for de fazer para ser, “É possível fazer a coisa errada fazendo a coisa certa”. Agora se a minha mentalidade é de quem sou, eu não faço para ser; porque, faço o que sou, mesmo que o meu próximo seja meu inimigo, mesmo que o meu próximo não mereça.

Thiago, por que é que você faz tudo o que faz para sua esposa? Você quer ser um bom marido para ela? Não. Não é porque eu quero ser, é por que eu sou. Thiago, por que é que você faz tudo o que faz por seus pais? Você quer ser um bom filho? Não. Não é porque eu quero ser, é por que eu sou. Thiago, por que é que você faz tudo o que faz pelo próximo? Você quer herdar a vida eterna? Não. Não é porque eu quero herdar, é por que eu sou herdeiro. Eu não faço porque quero ser, mas porque sou, eu faço. Eu sou filho, eu sou herdeiro.

Pais façam isso com os seus filhos. Filhos façam isso com seus pais. Façam com seus amigos; façam com o seu próximo. Façam o que tem que fazer com a mente de quem é e não com a mente de quem quer ser.

Graça e paz da parte de Cristo.

Ev. Thiago Passos

NOTA: Mensagem pregada no culto da manhã do domingo, 29.11.20, na IEVY.

VOLTA CULTO PRESENCIAL BACKGROUND.jpg

VOLTAMOS! INSCREVA-SE PARA OS NOSSOS CULTOS PRESENCIAIS.

MISSÃO E VISÃO

"Existimos como IEVY porque Deus nos salvou para vivermos na plenitude de Sua Palavra, visando a edificação, a comunhão e a evangelização dos perdidos em qualquer parte do mundo".

 

LOJA IEVY

DEIXE SUA OFERTA

Nós acreditamos que as ofertas são uma forma direta de adoração a Deus.

Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. 2 Coríntios 9:7

IEVYCAST

Bem-vindo ao Podcast da IEVY, aqui você encontra mensagens, bate-papos, devocionais e muito mais.

IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA

R. Benedito Américo de Oliveira, 36

Vila Yara, Osasco - SP - CEP 06028-080

CNPJ: 47.357.454/0001-88

REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LOGOWHATS

NOSSOS CULTOS:​

Quinta-feira - 20h
Domingo - 10h30 / 19h

CONTATO

contato@ievy.org.br


Tel: (11) 3682-1484

DEIXE SUA MENSAGEM

2020 | IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA