• IEVY

CONSTRUA SUA CASA ESPIRITUAL SOBRE A ROCHA | Pr. Elbem Sardinha

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha” (Mateus 7.24).


Estamos no período de chuvas e ventos fortes. Com chuvas fortes, as inundações são inevitáveis. A chuva cai para todos: sobre sadios e doentes; crentes e incrédulos; ricos e pobres. A chuva traz muitos benefícios, principalmente para a agricultura e pastagens. Sua força pode trazer destruição. Há muitas inundações e construções desabam. Resistirão as construções de fundamentos sólidos. Nem todos têm casas capazes de resistir às intempéries. Há construções frágeis nos morros e nas baixadas.

Gosto de observar a chuva quando estou em local seguro. Não gosto de chuva quando estou dirigindo na estrada. Fico tenso e já passei dificuldades em situações de aguaceiro. Observá-la em segurança é algo que me dá prazer. Na minha casa fiz um pergolado de vidro em um espaço que sai no corredor. Assim, posso observar a chuva.

Quando a água da chuva entra em casa, queremos saber o motivo. As respostas são fáceis. Pode ser uma telha quebrada ou uma janela mal fechada, ou outras coisas que não estão bem construídas ou vedadas. Mas, quando falamos de nossas vidas, as respostas não são fáceis e, muitas vezes, simplesmente não as temos.

Jesus Cristo estava concluindo o seu mais importante sermão, conhecido como “do monte”. Então, ele resume esta mensagem e a aplica dizendo que aquele que ouve e pratica o que Ele ensinou é comparado a um homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. Sobre essa casa, caiu a chuva no telhado, soprou o vento na parede, bateram as enxurradas no alicerce e essa casa ficou firme porque foi construída sobre a rocha. Porém, aquele que ouve a palavra de Deus, os ensinamentos de Jesus e não os coloca em prática, é comparado a um homem insensato, tolo, negligente, que constrói a sua casa sobre a areia. Sobre essa casa acontecem as mesmas coisas: cai a chuva no telhado, sopra o vento na parede, bate a enxurrada nos alicerces, e essa casa desaba provocando tragédia. É uma metáfora entre a construção física e a vida. É claro também que se uma pessoa for construir uma casa e não trabalhar bem os fundamentos do alicerce, essa casa vai cair mesmo, vai entrar em colapso. Jesus está usando uma figura de linguagem para nos ensinar verdades espirituais.

Essa casa é a nossa vida, é a nossa família. Muitas vezes, nós não temos o devido cuidado e prudência para construir a nossa vida e de nossa família sobre bases sólidas, sobre fundamentos firmes.