• IEVY

O QUE FAZER NA HORA DO PERIGO | Pr. Ageo Silva

“ Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me!" (Mateus 14.22 a 33 - destaque v.30)

O propósito desta mensagem é afirmar que a solução de nossos problemas, de qualquer natureza, não está na direita, nem na esquerda, nem no centro, mas no Altíssimo, no Deus Eterno!

Uma das posições mais difíceis, hoje, é a do Presidente da República: na reforma da Previdência Social com tantos opositores, que não oferecem alternativa; apenas criticam e são contra porque a reforma vai mexer com vantagens diferenciadas; veja as dificuldades que ele está enfrentando na aprovação do Projeto da Lei anticrimes de autoria do Ministro da Justiça, na articulação com a Câmara de Deputados e com o Senado. ;

Há sempre decisões à nossa frente a serem tomadas no dia a dia: Que roupa vestirei hoje? O que vou fazer para o almoço amanhã? Que caminho vou fazer para chegar lá? (hoje o Waze ajuda...). Há outras decisões em que não se pode vacilar; é necessário agir rapidamente, como, por exemplo, agir para evitar um acidente no trânsito ou na estrada.

Pedro não vacilou: estava afundando no mar e clamou a Jesus: “Senhor, salva-me!”.

Acontecimentos importantes para Jesus no contexto: Jesus ficou sabendo da decapitação de João Batista por ordem de Herodes (vs. 1-12); Jesus teve compaixão da multidão e curou vários enfermos que lhe foram trazidos (v.14); Jesus alimentou essa grande multidão usando cinco pães e dois peixes (vs.15-21).

Jesus despediu Seus discípulos e refugiou-se num lugar no Monte para ficar sozinho e orar ao Pai: Jesus queria derramar Sua alma diante do Pai! (vs.22-23); os discípulos tomaram um barco e começaram a travessia do Mar da Galileia.

De madrugada, Jesus alcançou o barco dos discípulos andando sobre as águas do mar; os discípulos ficaram apavorados e gritaram: “É um fantasma!”. Jesus pediu calma aos discípulos e disse que era Ele mesmo (v.25 a 27);

Pedro - sempre o Pedro! - pediu permissão para Jesus para ir ao encontro dEle andando sobre as águas... Jesus o permitiu (v.28 e 29). Pedro saiu do barco e caminhou sobre as águas do mar por alguns metros (v.29).

Mesmo tendo Jesus ao lado em situações difíceis, você precisa confiar nELE plenamente...

O que fazer nessas horas então?

1. RECONHEÇA QUE SUAS FORÇAS SÃO LIMITADAS

v.30: “Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!”

Pedro teve medo do vento forte, que soprava, e começou a afundar e não pôde confiar em sua experiência de pescador profissional e nem nos companheiros do barco. Cuidado com a expressão: “Estamos no mesmo barco!”.

A confiança apenas nos recursos humanos ou materiais pode levar você ao fracasso, a afundar.

Em quais “FORÇAS DO VENTO” você tem REPARADO e tem se assustado? Do medo do desemprego, de enfermidades, de ficar sozinho ou sozinha, dos perigos da noite, do filho que saiu de casa à noite, da velhice? Quais?

2. CLAME SÓ PARA QUEM POSSA AJUDAR VOCÊ

v.30 - “Senhor, salva-me!...”; Jr 33.3: “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece”. Pedro clamou para Quem estava em condições de socorrê-lo: Jesus. Os amigos de Pedro pouco podiam fazer por ele: o mar estava furioso; eles lutavam para manter o barco flutuando.

Todos os que CLAMARAM a Jesus foram atendidos ou abençoados:

a) O cego à entrada de Jericó: “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!”Mc 10.47 e 48;

b) Os dez leprosos que foram purificadosLc 17.13: Jesus, Mestre, tem piedade de nós!”;

c) O Centurião (é comandante de um Pelotão de 100 Soldados – a centúria) que pediu a cura de seu empregado à distância e a recebeu: “Senhor, meu servo está em casa, paralítico, em terrível sofrimento” - Mt 8.5 a 13;

d) Jairo, o dirigente da sinagoga, implorou a Jesus que fosse à sua casa porque sua filha de 12 anos estava à morte – Lc 8.49 a 56;

3. AJA RAPIDAMENTE E COM FÉ, SEM DUVIDAR

v.30: “..e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!”

O interessante é que Pedro, como pescador, conhecia bem a vida do mar e seus perigos. Percebeu que sua dúvida o levaria à morte... Não perdeu tempo: Clamou depressa a Jesus!

Há muitos outros que clamaram a Jesus, com fé, e foram atendidos:

a) O ladrão crucificado ao lado de Jesus: “Então ele disse: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino". Jesus lhe respondeu: "Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso" - Lc 23.42 e 43;

b) A mulher com hemorragia havia 12 anos – orou em seu coração e tocou as vestes de Jesus quando Ele passou pela primeira vez por ela – única oportunidade – e ficou curada! “Filha, a sua fé a curou! Vá em paz" - Lc 8.43 a 48; e outros mais.

Concluindo, leitor, você precisa se posicionar diante dos problemas da vida, sejam pequenos ou grandes: confie em Deus plenamente. Você precisa reconhecer sua incapacidade de resolver seus problemas e clamar para Quem realmente possa resolver: JESUS!

Por que não CLAMAR agora mesmo? Jesus está pronto para ouvir o seu clamor e dará a solução do seu problema. É falta de fé? Clame agora mesmo!


Que Deus assim nos abençoe.

Pr. Ageo Silva

Nota: Mensagem pregada no culto da manhã do domingo, 16.6.19, na IEVY.

16 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA

R. Benedito Américo de Oliveira, 36

Vila Yara, Osasco - SP - CEP 06028-080

CNPJ: 47.357.454/0001-88

REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LOGOWHATS

NOSSOS CULTOS:​

Quinta-feira - 20h
Domingo - 10h30 / 19h

CONTATO

contato@ievy.org.br


Tel: (11) 3682-1484

DEIXE SUA MENSAGEM

2020 | IEVY | IGREJA EVANGÉLICA DE VILA YARA